quarta-feira, 22 de junho de 2005

Os laços que nos unem...

Engraçado, como são estreitas as relações inter-pessoais ... Andei analisando isso nesses últimos meses, principalmente após a descoberta da minha família através do orkut [!] Essa história de imigraçã italiana, de fato daria muito o que falar... e aqui estou eu, em pleno século XXI desvendando acontecimentos do século XIX! 'Sensacional!' - é o que eu digo. Mas o mais legal disso tudo é que eu e meus novos primos possuimos uma relação tão próxima que chega a ser comovente pra quem está tão distante. O sentimento de família está presente em todas as horas e a impressão é de já nos conhecermos há muito tempo. E jamais nos vimos. [Aproveitando e mandando beijo pra todos!] Claro, há aqueles por quem possuimos mais afinidade e aí, parece mais ainda que nasceram do meu lado [!], mas mesmo assim, mesmo no 1º scrap, a presença do sentimento e do entendimento de família e de origem é muito emocionante.Da mesma forma, com as meninas da faculdade. Ainda estamos de férias, o que de fato é ótimo, mas mais uma vez, o desenvolvimento tecnológico e seus apêndices é tão óbvio, bem-vindo e grande, que permitiu que nos conhecessemos antes de tudo começar. Já trocamos telefone, passamos bastante tempo no MSN [fazendo longas conferências] e já é possível reconhecer determinadas características de cada uma. E sempre, a todo momento, eis que surge o sagrado espírito de amizade, tão necessário para nós. O que são esses laços? Ou melhor, esses nós? O que são esses nós que nos permitem transformar-nos em alguém melhor, que sabe e precisa conviver com os outros e os busca pelos tempos afora? [Sim, certamente pareceu agora uma indagação espírita. Mas é difícil não fazê-la, para mim que sou...] Acho tudo isso enriquecedor e importante. Já dizia um grande mestre que "nos revelar é o melhor que podemos dar ao outro." De fato. Eu tento.Quantas vezes no entanto, não foi isso que ganhei... Me deparo [principalmente nesses últimos tempos] com a indiferença dos outros... De pessoas que esquecem dos princípios de uma relação cordial: e acho que um deles é o respeito. Mas talvez o que mais me chama a atenção agora é a devida importância que damos ao outro. E mesmo que seja mínimo o contato, sim, a outra pessoa espera algo. Claro, não somos perfeitos para dar 100% do que assim é imaginado [e muitas vezes exigido] de nós. Mas, dentro da nossa imperfeição, somos capazes de reconhecer o que é importante. A questão é dar ouvidos a isso.Mesmo não parecendo esse fato da indiferença me balança um pouco... Suficiente até para me provocar consideráveis mudanças [talvez aqui entre a mudança do blog], mas no fundo no fundo, creio que isso passa. Ou piora [risos.] E aqui vou eu, continuar me doando aos outros, continuar permitindo que me conheçam melhor sempre... Talvez seja esse o caminho. Talvez considerar aqui mnha profissão [posso puxar sardinha agora e dizer que a Enfermagem é a mais linda de todas!] como parte do meu cuidado com o outro não seja exagerado. Mesmo o outro sendo desconhecido... São os nós que nos unem! Tão fortes e seguros de si! E viva o entrosamento. Continuar adorando isso é o caminho. Namastê. =)

7 comentários:

Kelly disse...

Carol do ceu !!!!!!! Não sabia que vc era tão profunda assim menina !!!!!!!!!!! Que lindo o que vc escreveu !!!! =´)
Qto a esse negocio da familia , eu consegui entender superficialmente o que vc disse , mas pelo visto , rolou uma afinidade e tanto com seus primos neh ? =)
Qto a faculdade ... Eh realmente maravilhoso nos conhecermos antes de as aulas começarem ! Estou mto feliz por saber que vc , assim como as outras meninas que tb são super especiais e legais , compartilharão 4 anos decisivos na minha vida ! Espero que me ajudem a superar os obstáculos , e que eu tb possa ajudá-las ! =)
Um grande beijo !!!!!!!

Kelly

Rafa de Oliveira disse...

Oiiii prima!!! Não podia deixaer de postar, afinal de contas vc tá MUITO presente na minha vida, apesar de nem nos conhecermos!!! Creio que o laços que nos une, não são apenas os sanguíneos, mas sim, de profunda amizade e confiança... Adoro bater papo com você, desabafar... Penso que quando nos conhecermos, nossa amizade vai permanecer por muitos e muitos anos, pelo menos da minha parte (e tenho certeza que da sua também), nossos netinhos vão ser conhecidos e vão contar pra todos como nossa amizade começou, e como se tornou real e eterna! Beijão, prima!!! Te adoro!!! :)

Jullyana disse...

Biavati!!!!!!!!Como não podia deixar de ser...te segui menina!
E vou te linkar de novo e de novo e de novo...Amo seus textos e seus momentos, certas ou muitas vezes se parecem com os meus!
Bom, estou aqui!Mil beijos!!!!!
p.s. Amo Zé Ramalho. E Chão de giz, toca bem fundo viu?
Linda escolha!

Gislaine disse...

Lindo tudo isso!!!
Com certeza teu blog vai ficar aqui nos meus favoritos para visitas posteriores!!!
Bendita internet... nada como conhecer uma pessoa pelo que ela escreve, ou ainda mais fundo, pela forma como ele escreve!
Sensacional vc, garota!!!
Seja bem vinda ao círculo bem restrito de pessoas que eu admiro!!! hehehe
Beijokas e muitas felicidades sempre, especialmente nessa profissão linda que vc escolheu - ou foi escolhida para!
hehehehe

Gislaine disse...

Oi Carol...
Já linkei vc lá no meu blog também!!!
O mais importante é o link do coração... esse já estava garantido, de qualquer forma!!! hehehe
Muitos beijos!
Fique com Deus!

Giovani disse...

É aquele negócio, pra mim todo mundo já se conhecia e só estamos nos falando novamente. Bjs e adorei o novo lugar, principalmente aquela frase lá que te falei: "Viver é escrever sem borracha".

Anônimo disse...

necessario verificar:)