segunda-feira, 14 de novembro de 2005

Sometimes you can't make it on your own

Quanto tempo... Tempo. A palavra mais paradoxal pra mim nesses ultimos dias. Mas esse é um tema pra outro post. Venho aqui desentupir minhas artérias. Venho aqui chorar um pouco. Venho aqui sorrir um pouco. Venho aqui gritar. Muito. Antes de tudo por saber que o U2, que é minha banda preferida, fechou os shows aqui no Brasil... 21 e22 de fevereiro de 2006. Certamente um dos anos mais felizes da minha vida... Risos. Caraca. Imagina o Bono, o Adam, o The Edge e o Larry... cantando... Todas as músicas que explicam muito de mim... Bem, amigos enfermeiros, vcs já sabem o procedimento... pq uma coisa é certa: assim que eles entrarem naquele palco [provavelmente o Maracanã], ou eu caio... ou eu caio. Caraca. Vai ser o show da minha vida. Tudo bem, vem Pearl Jam por aí e quem sabe Los Hermanos também, mas U2... não há comparação. Essa é a melhor banda de todos os tempos. Vamos ao ponto.

Sendo U2 a melhor banda, aqui está uma das músicas... Eu te obrigo, amável leitor, a baixá-la... SOMETIMES YOU CAN'T MAKE IT ON YOUR OWN. Pode pegando agora. Nesse instante. Eu não consigo parar de ouvir. Acabei de dedicar, concretamente através de um CD, essa música àquele que tô apaixonada... Portanto, vc, sagaz leitor [!!!] precisa conhecer essa música agora. [Partiu conhecer a música!!] Se não quiser baixar, pq dá muito trabalho, vai na Radio Terra [radio.terra.com.br] e ouve. [E aí eu sei que vc vai se apaixonar... e vai baixar. Tenho certeza.] E é sobre ela que eu vou desenvolver meu raciocínio aqui... Segue a letra.


Tough, you think you’ve got the stuff

You’re telling me and anyone
You’re hard enough
You don’t have to put up a fight

You don’t have to always be right
Let me take some of the punches
For you tonight

Listen to me now
I need to let you know
You don’t have to go it alone

And it’s you when I look in the mirror
And it’s you when I don’t pick up the phone
Sometimes you can’t make it on your own

We fight all the time
You and I… that’s alright
We’re the same soul I don’t need…
I don’t need to hear you say
That if we weren’t so alike
You’d like me a whole lot more

Listen to me now
I need to let you know
You don’t have to go it alone

And it’s you when I look in the mirror
And it’s you when I don’t pick up the phone
Sometimes you can’t make it on your own

I know that we don’t talk
I’m sick of it all
Can - you - hear - me – when – I -
Sing, you’re the reason I sing
You’re the reason why the opera is in me…

Where are we now?
I’ve got to let you know
A house still doesn’t make a home
Don’t leave me here alone...

And it’s you when I look in the mirror
And it’s you that makes it hard to let go
Sometimes you can’t make it on your own

Sometimes you can’t make it
The best you can do is to fake it
Sometimes you can’t make it on your own


Dediquei essa música a ele. Pq ela diz TUDO. Fico espantada como coisas tão grandiosas podem ser explicadas por uma música. Coisas tão grandiosas como confiança, lealdade e amizade podem ser aglutinadas nessa música.
Eu precisava dizer tudo isso mesmo. Dizer que eu estou aqui, sabe? "Inteiro, intenso, eterno, pronto por momento..." Talvez as pessoas necessitem ouvir que não estão sozinhas... que existe alguém pra dividir o peso, compartilhar a estrada... Na chuva ou no sol. Na aula, nos filmes, no ônibus... Acho que andar sozinho é triste, cansativo e doloroso demais... às vezes, tropeçamos... caimos... E tem que haver alguém que nos ajude a levantar. Aqui estou eu. Me disponho. Confesso. Assumo. Faço o que for necessário. Aqui estou eu. Vendo sempre uma luz à minha frente... Uma luz que me diz que é possível... Aqui estou eu. Com essa luz. Pra te mostrar que pode ser possível... Me dá tua mão. Prometo nunca soltá-la... Me deixe "apanhar" por vc essa noite... Vc não precisa fazer isso sozinho... E sim, é vc quando eu me olho no espelho. É vc quando eu penso em desistir... Mas eu sei que não posso continuar andando sozinha. Algumas vezes eu não posso fazer tudo sozinha... E vc aparece quando me olho no espelho...


"Enquanto ias comigo te toquei e se deteve minha vida: diante de meus olhos estavas, regendo-me, e reinas. Como fogueira nos bosques o fogo é teu reino."
Soneto XXII - Neruda. Sempre.

4 comentários:

Rafaella disse...

Prima...
Realmente...
A música é perfeita mesmo!!!
Em relação a caminhar com alguém, acho extremamente importante, além de ser do ser humano, segundo Durkhein, estar sempre com o outro...
Entendo perfeitamente o que diz; e completo: Não seriamos nada se não tivéssemos o outro, afinal, como você mesma disse, e com maestria, é muito doloroso estar só; não ter com quem comentar, conversar, discutir e até mesmo brigar...
Como sempre, lindo seu texto!
Grande beijo da prima que te adora!

Cláudia Campelo disse...

Carol, a diferença entre o SER e o DEVER SER é uma busca que merece o incessante desenvolvimento do humano. Fico extremamente feliz por saber que você faz dessa busca um sacerdócio diário. Companhia na empreitada não lhe faltará, é certo. Ninguém, em sã consciência, seria uma pessoa melhor sem ter em você uma parte de sua vida.
Beijo grande, e na torcida sempre, para que os entendimentos progridam em escala aritmética.

Rafael disse...

eu não conhecia essa música, mas com certeza eu vou no show do u2, sim!!! e, se deus quiser (ela, na verdade), até lá vai estar tudo bem... eu tô muito feliz por vc, vc sabe disso... isso me dá um pouquinho mais de esperança, que é cada vez menor... mas são coisas assim que me fazem sustentar um pouco mais... fico feliz por poder ter te dado apoio e um pouquinho de exemplo de paciência tb, hehehe... tomara q vc fique feliz desse jeito q eu sei q vc está por muito tempo! e por que não desejar isso pra mim tb, né?
ah! vamos fazer alguma coisa todos juntos esse fds, pelo amor de deus!!! eu, vc, ayla, verônica, marília, todo mundo!!! bota pilha lá, pelamordedeus!!! eu tô precisando muito sair!!! passei o feriado na escoal estudando... faz isso por mim?!?!
beijões!!!

Ju disse...

A música é linda!!!!!!!!!
Inspiração total!!!!
Não podemos mesmo ficar sozinhos Carol!!!
Saudades mulher!!!
Eu to numa correria absurda, mas vim aqui matar as saudades e ler a novas!!
mil beijos!!!
sorte pra nós...sempre!!!!