terça-feira, 1 de agosto de 2006

Há metafísica bastante em não pensar em nada.



"Creio no mundo como num malmequer,
Porque o vejo.
Mas não penso nele
Porque pensar é não compreender...
O mundo não se fez para pensarmos nele
[Pensar é estar doente dos olhos]
Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo."
O Guardador de Rebanhos - II - Alberto Caeiro
Me dei de presente de aniversário um livro do Fernando Pessoa chamado "Poesia Completa de Alberto Caeiro." Mais um corte na minha Lista dos Desejos. O Caeiro é pra mim um mentor. Um espelho quando eu quero enxergar as coisas de forma simples. Porque ele é simples também. Ele é prático, não cansa. Ele mostra/enxerga as coisas com clareza, que muitas vezes parece que tudo é óbvio. Vim pedir ajuda a ele mais uma vez. Só que dessa vez, de uma forma um pouco desesperada. Fui exatamente no "Guardador de Rebanhos" pra buscar um pouco de paz. Porque ultimamente [o que pode estar sendo causado pelas férias... aff... maldito ócio] eu só consigo pensar e pensar e pensar. Mas os pensamentos são pesados demais, exigentes demais, e muitas vezes, me deixam sem resposta alguma, me desgastam e me põem medo. Eu estou mentalmente cansada. Já descansei o que tinha pra descansar fisicamente, mas o mental não parou. Piorou, na verdade. Tem dias que a cabeça chega a doer. E isso causa uma transformação tão grande por dentro que muitas vezes, eu só consigo ficar em silêncio. Eu estou realmente muito cansada. São tantas questões, tantas indefinições... Quero que as aulas recomecem porque eu sei que assim meus pensamentos serão úteis. Me farão sentir-me útil. Quero sair de manhã cedo e voltar, lá no final do dia, com a sensação de dever cumprido, com aquele cansaço explícito nos olhos e nos ombros, quero tirar meus tênis e sentir o chão do meu quarto com os pés. Sem pensar em nada do que me atormenta. Na difícil responsabilidade que assumi. Mas uma coisa é certa: foi uma responsabilidade pensada, "querida". E por isso, eu irei até o fim com ela. Só quero minha rotina de volta, porque ela é um sinal de segurança, onde eu pondero meus pensamentos, intercalo com as responsabilidades profissionais, e as coisas tem hora e ordem na minha cabeça. É isso que eu quero. Quero ordem aqui dentro! Quero assumir a responsabilidade que escolhi de forma correta e não desesperada. Eu não combino com o desespero. Eu não sei ver as coisas em desespero. Eu prefiro lucidez. Eu quero não pensar agora. Pra me matar de pensar depois. Na hora certa. Eu quero viver o agora. Eu quero viver. Agora.
"E eu, pensando em tudo isto,
Fiquei outra vez menos feliz...
Fiquei sombrio e adoecido e soturno
Como um dia em que todo o dia a trovoada ameaça
E nem sequer de noite chega..."
O Guardador de Rebanhos - IV - Alberto Caeiro

8 comentários:

Paulo disse...

Adorei seu post.

E grande presente vc escolheu...
Mão não procure se cobrar tanto, na hora e no momento certo as coisas acontecerão e desejo que tudo caminhe para que sua felicidade seja completa.

Um bjo

Raquel disse...

as vezes da mesmo essa impressão de que estamos a mil, mas como vc disse quando estamos ocupados tudo transcorre da maneira certa, é mais questão de tempo...
bjos para ti... preciso colocar teu link, sabe que eu adoro vir aqui, vc escreve umas coisas lindas!!!! :)

luciana disse...

concordo e te digo mais: pensar faz mal a saúde.
é só.
bom, acho que eu prefiro fernando pessoa, mas o bem da verdade, não prefiro poesia não. sou daquelas pessoas chatinhas que gostam das coisas compridas e com uma linearidade tal que é impossível se perder.
abraço.

Luluzinha disse...

Eu penso demais! Mas eu não gosto disso... A gente acaba dando mais valor aos problemas e os tornando maiores do que são, além de criar outros que só existem no nosso mundo da imaginação! Perde-se a vida a pensar tanto!
E pra isso, só resta a ação! Tentar fazer algo dimunui o ritmo desses nossos pensamentos...
Contudo, é bom deixar um tempinho pra pensar um pouco! Também são dos pensamentos que nascem as idéias e as soluções...
Bjos pra ti!

HanneBaby disse...

Brigada pelo comentario e pela visita!!
Seu blog é msm show!
Pena que eu estoeja assim com pressa, mas depois passo com mais tempo tá?
Bj

Paulo disse...

Ótima semana pra vc e boas aulas tb.

bjo

gaby disse...

olá kerida... tbm odeio o tempo ocioso!!A rotina por mais que eu não goste mto dela, nos mostra o quanto somos uteis emalguns momentos da vida!Tempo deemais significa pensar demais, e mtas vezes viajamos tanto pensando que nem sei se é tão bo assim!!! boa semana bjokas

Rafael disse...

ana, vc devia estar feliz por poder ter tempo pra pensar. é assim q a gente analisa o q acontece, ou até mesmo é pego num turbilhão de pensamento do qual não dá pra escapar, mas mesmo isso quer dizer alguma coisa. não tenha a falsa impressão de que não conseguir controlar é a mesma coisa que não estar no controle. confuso né? bom, então taí mais uma coisa pra vc pensar! AhUHUAUahuhUH!!! só tendo tempo pra pensar vc vai ser vc mesma, e não um mero produto do meio. espero ter ajudado mais q atrapalhado. tô com saudade!!!
beijões!!!