quinta-feira, 30 de novembro de 2006

Due minuti, due ore o un'eternità.





Do amor e seus sumiços - Ana Carolina Biavati


Detesto quando vais embora assim,
sem avisar.
Sai correndo como um sonho inacabado,
Como o relógio, despertado,
Como quando esqueço de me pentear.

Somes e me deixas perdida aqui,
Sozinha aqui.
Provocas esse desassossego,
Essas palavras raivosas e hipertensivas.
Essas explosões!
Siga teu rumo, cavalheiro meu!
Mas me avise quando vais!
Não parece, mas tenho um coração
que vive em susto e incertezas.
Que direito tens de ir embora?
De levar consigo meu peito em desalinho?
Como roubas o ar que eu respiro
assim, sem ao menos avisar?

Ai, que dói esse grito abafado de "volta!"
Ai, que espero só enquanto a noite cai...
Ai, que falta teu hálito de manhã,
E esses dias que não te vejo são meus passos sozinhos.

Silêncio inútil vencido quando retornas.
Quando sinto tua mão em meus cabelos,
Teus beijos macios e longínquos
E ouço tua voz [como se não soubesses que a culpa é tua!]:
Cheguei, amor.

Vê se não desapareces novamente.
Hoje é seu dia de não ir embora.
Fique. A noite não será suficiente.
Fique. Esqueça do escuro, das estrelas e da aurora.




Strange, dear, but true, dear,
When I'm close to you dear,
The stars fill the sky,
So in love with you am I.
Even without you
My arms fold about you.
You know, darling, why,
So in love with you am I.
In love with the night mysterious
The night when you first were there
In love with my joy delirious
When I knew that you could care.
So taunt me and hurt me,
Deceive me, desert me,
I'm yours ‘til I die,
So in love,So in love
So in love with you, my love, am I.
So in Love - Cole Porter



Então, pelos dois meses, pela saudade repentina que vc sempre me provoca quando vai correndo embora no MSN e pelo amor que sinto. É teu esse post. Como tudo que existe. Feliz aniversário, amor. Obrigada por tudo.

4 comentários:

Paulo disse...

Carol,

Como estão as coisas?
Pelo jeito vivendo um grande amor...
Tudo de bom

bjos

Raquel disse...

Que lindo...
se ele ler com certeza vai se sentir lisonjeado por tanto carinho, é tudo sonoramente doce...
bjo!!!

Cláudia Campelo disse...

Biavati, ainda bem que existem voltas, mesmo que às vezes achemos que não saímos do lugar. Ler você é sempre um presente que me dou, e me pergunto como retribuir à altura... Já sei: Voltando sempre.
Um grande abraço.

Tamara Santini disse...

Oi Poetisa , como você esta ? Saudades de suas e de seus lindos poemas e pensamentos ! Não estou mais no Brasil agora estou vivendo na europa , e hoje não sei porque acordei com imensas saudades de suas ! Acho q em março ou Abril vou estar no Rio de Janeiro , espero que possamos nos encontrar para aquele sorvetinho e para nos conheceremos pessoalmente . Para mim será um prazer conhecer uma alma rara como a tua !
Beijo da amiga
Tamara Santini