terça-feira, 27 de março de 2007

Bem.



Confesso que não gostei muito do que escrevi, mas é pela minha causa maior que vou colocá-lo aqui. Realmente não achei bom, mas mesmo assim, insisto comigo mesma em dizer mais uma vez te amo através de um poema.

"Quero ser tua mãe, tua irmã e tua filha.

Só tua esposa ainda não me basta.

Quero todos os patamares da tua vida,

Para estar mais perto e mais nada.


Ando em silêncio com os passos da saudade,

Talvez meu coração tenha pernas agora.

A cada pisada, eu sinto dor no peito.

Já dizia Mayakoviski que a anatomia ficou louca:

Sou toda coração. Em todas as partes palpita.

Eu tenho ganas de dividir contigo meu copo sobre a geladeira

E meu desodorante barato.

Minha escova de dente não, porque dizem por aí que não pode.

Mas você já tem o essencial: tudo. Meu tudo. Você é meu tudo.


Até o trabalho é mais divertido:

No meio das seringas e jalecos brancos, eu latejo.

Latejo por tua lembrança, por teus lábios.

Olho a aliança na minha mão e nunca uma circunferência

Foi algo tão excitante.

Como se fosse meu primeiro brinquedo.

Não páro de olhar um só minuto.

E com a ânsia dos meus 5 anos,

A beijo e faço carinho.

Rapidamente retomo o presente,

E penso que esse ato, o de beijar e fazer carinho

É o que desejo fazer contigo em todos os momentos.

Eu sou uma criança grande.

Você é meu brinquedo preferido.

E se isso é voltar à infância,

Nunca fui tão feliz sendo uma garotinha.

[Nem mesmo quando realmente fui.]"


Ana Carolina Biavati.


À MINHA MAIOR E MELHOR INSPIRAÇÃO.



PS: Quanto à mim, sobrevivendo entre faculdade, cansaço e saudade. A faculdade dá uma tregua no fds. O cansaço some um pouco enquanto durmo. Mas a saudade, enquanto ele está longe, não vai embora nunca.


Sei que essa música não combina com a imagem, mas é a nossa música... Então, serve sempre.

"E assim enquanto eu te beijo,
Que mude o destino por um minuto.
Que meu corpo encontre seu corpo
Num prazer absoluto.
E assim enquanto eu te abraço,
Me aperte em seus braços
Por um minuto.
De um jeito que só você sabe.
De um jeito que só eu sei."

Por Um Minuto - Bruno e Marrone.

8 comentários:

Bárbara P. disse...

Fiquei até arrepiada enquanto lia. Eu posso arriscar a dizer que te entendo, porque saudade arrasa a alma de um jeito igual pra todo mundo, né?

Ai ai...

Raquel disse...

Que lindo, confessar amar alguém é a coisa mais linda que se pode fazer... espero que este alguém saiba reconhecer isso, ta?
BJO! Té mais...

Noelle disse...

Querida..
Tive que fazer o comentario aqui pq se colocasse no post ao qual vou me referir, vc talvez não lêsse.
Nossa, aquele do dia 4 de janeiro.
Carol, que coisa linda!
Esse post representa bem o que vc foi pro nosso grupo, uma especie de anjo da guarda, sempre disposta a ouvir e a dar conselhos e confiando tb algumas de suas alegrias e tristezas a esse grupo.
Eu espero do fundo do meu coração que por mais que todos nós tomemos rumos diferentes a nossa amizade tão confusa, tão turbulanta, tão passional mas oa mesmo tempo tão bonita, não morra.
Pq eu continuo amando muito a todos.
Te adoro...
Seja muito feliz...

luciana disse...

mas como é que é? tu só noivou ou casou mesmo?
mas que barbaridade... eu nem fiquei sabendo das últimas!

mas muita sorte, guria. é o que te desejo.
e calma com essa saudade porque tu ainda vai matar ela.
um abraço grandão!

JahMorreu disse...

Kem eh esse tal de JahMorreu mermo ?
Quase 2 anos de Chão, quase 1 ano sem ler, quase 6 meses sem contato !

Tenho mt coisa pra ler por aki xD

o>

disse...

O problema do amor é que ele é abstrato demais para ser descrito com as concretas palavras! E acredite, nada, nada do que vc escrever pro seu amor vai chegar perto do q vc sente, vc no máximo vai achar razoável. Nem se vc tivesse escrito "Amor é fogo que arde sem se ver" vc ia achar bom...pq nenhuma palavra vai alcançar tudo q vc sente!
Achei que eu era a única q beijava a aliança e fazia carinho..rsrsrs...
Bom, é isso...te achei por ae, e adorei te ler...volto mais vezes! Bjos

Raquel disse...

ei moça... não desapareça... esperamos por cousas novas, amores novos e sorrisos materializados em palavras...
bjinhos... :)

Ivan disse...

Descobri o blog anterior e vim ver esse.
aqui, me surpreendi tanqto quanto naquele.
Muito lindas as postagens...