domingo, 13 de maio de 2007

Dois em um.

Eu não morri. Ainda faço parte desse mundo. Apenas fui tragada pelo frenesi do tempo, ou melhor, da falta de tempo. Já abandonei o MSN e sento no PC pra ver emails, orkut e visitar meu próprio blog. Mesmo assim, acompanhei os comentários e agradeço, sinceramente, a presença dos mesmos por aqui.

Ontem foi o Dia do Enfermeiro. Hoje é Dia das Mães. Resolvi escrever sobre ambos, ao mesmo tempo.

E você está se perguntando porque, creio eu.

Bem, é simples. Todo enfermeiro tem muito de mãe. E toda mãe tem muito de enfermeiro. Ainda não tenho nenhum dos dois "status" [rs]. AINDA. Pra ser enfermeira, faltam 2 anos. Pra ser mãe, talvez uns 5. Veremos.

Mas antes de tudo, meu desejo ao compor este texto é ressaltado na figura de 3 pessoas. Enfermeiras e mães. Enfermeiras não por formação, mas por vocação. Mães por terem sido escolhidas por algo divino para exercerem essa árdua "carreira". Então, à minha mãe e à minha vó, por tudo que fui e sou até aqui. Pelo duro caminho de sempre, porém, repleto de flores, sempre. Pois elas sempre tiveram a preocupação de regá-las. E à minha sogra por, independente do [por enquanto] pouco tempo, contribuir com a mulher que serei, muito em breve, além de depositar em mim seu carinho, confiança e amor [e por ter me dado o filho mais lindo do mundo...]. Aqui está minha gratidão para as pessoas que investiram, investem e continuarão investindo em mim simplesmente pelo fato de serem mães. De portarem o maior sentimento do mundo.

E aos meus colegas enfermeiros, minha mensagem de parabéns e de força, sempre. Independente do que tentem fazer com nossa categoria, devemos ser líderes o suficiente para sermos os melhores e fazermos o melhor para os nossos clientes.

PS: Farei o possível para voltar o quanto antes.

Abraços!

7 comentários:

luciana disse...

pois tu sabe que eu comecei a admirar a enfermagem, quer dizer, essa profissão. às vezes até me dá uma vontadezinha, beeem pequenininha, de ver como é mais de perto. mas com gente, não dá...
agora sobre mães... ih, tá complicado. eu tenho duas. minha mãe que me pariu e a irmã dela, minha mãe que me criou. e sabe, nesse a gente crescer e ser pequeno as brechas são tantas, tais como as falhas e os esforços, que já não sei mais o que dizer a respeito. se é que algum dia soube...
espero teu retorno.
um beijo!

disse...

Eii...somos duas tragadas pelo tempo...
Enfermagem é uma profissão (mais que uma trabalho, mas não acho termo certo) linda...q eu admiro mto...mas acho q num sou capaz de ser enfermeira! Vcs tem de ser forte demais!!
Feliz dia das Mães (Futuras!) E Feliz dia Das Enfermeira!

Baby disse...

Em primeiro lugar quero dizer-te que adoraria ter um chão de giz, porque gosto de escrever, de desenhar, até de rabiscar...mas acho que esse chão temos de ser nós a construí-lo,taco a taco, que dizes?
Quanto à tua homenagem, achei linda!
Mães são também enfermeiras dedicadas, emfermeiras devem ser dedicadas e amorosas como mães...
Um beijo.

sharon disse...

Zé ramalho grande poeta e cantor....

Fabi disse...

Então parabéns às mães e ás enfermeiras. E à você pela futura enfermeira e futura mamãe.

bju
=*

Ivan disse...

eu torço para que volte mesmo!

E bem.

Que se não for, veja com naturalidade e nos comprtilhe.

Baby disse...

Estamos esperando o teu regresso, o teu chão de giz está limpinho, ansiando pelos teus rabiscos.
Beijos.