terça-feira, 5 de julho de 2005

Um pensamento visível faz-me andar mais depressa e ver menos, e ao mesmo tempo gostar bem de ir vendo tudo.

Antes de tudo, só pra Ju ficar feliz, pois ela me passou esse jogo e aqui estou eu passando-o à frente. Não esquecendo que o blog dela é o http://osimorais.zip.net/ Lá vai.

Quantos gigabytes usados com música?
Putz. Muitos. Mesmo. Talvez seja por isso que meu PC anda tão lerdo...

Último CD que comprei?
"O Grande Encontro" - Alceu Valença, Elba Ramalho, Zé Ramalho e Geraldo Azevedo e um da Danni Carlos pra dar de presente.

Música tocando no momento:
"Give It Away" - Red Hot Chilli Peppers

5 músicas que tenho escutado bastante:
- Chão de Giz - Elba e Zé Ramalho
- More Than This - Brian Ferry
- Contra O Tempo - Vander Lee
- Confidências - Falamansa
- Borbulhas de Amor - Fagner

5 pessoas para passar:
Noelle - http://www.mileumanoitesdeinverno.weblogger.com.br
Kelly - http://www.kellyanythingbutordinary.blogger.com.br/
Rafita - http://rafadeoliveira.zip.net/
Marcia - http://www.diamondprincess.blogger.com.br
Gis - http://gislaine.weblogger.terra.com.br/


Pronto. Agora às vias de fato.

Eu estava ontem no ônibus com a minha mãe quando me lembrei do momento em que eu olhava pra minha mão e contava apenas 4 dedos completos por aniversários. [sim, minha memória é de elefante] E agora, não vai me restar mais nenhum dedo! Estão todos completos! Tanto os da mão quanto os do pé! Ai, caramba. Daqui a alguns dias, estarei eu entrando na casa dos 20. Isso me assusta e não me assusta ao mesmo tempo. A primeira, porque a tendência é só piorar [!] e aumentarem as responsabilidades, e nunca mais 8 meses de férias [!!], e muito estudo na faculdade nos próximos anos, e mais um milhão de coisas. Mas eu me sinto bem por isso também, pois mesmo sabendo que o tempo passa e passa muito rápido, mesmo sabendo que as coisas não voltarão mais, que elas se tornarão memórias, mesmo assim, eu gosto disso, eu gosto da efemeridade do tempo. Pois é muito bom saber que o tempo passa. E que possuimos lembranças!!! Pelo menos, eu me sinto confortável quanto a isso. No percurso do ônibus, passamos por um lugar que eu já tinha ido uma vez. Mas essa lembrança estava bem vaga. E foi aí que tive a idéia para esse texto e que percebi que as memórias devem ser relembradas. E aqui vou eu, e espero que você vá comigo também, leitor, para o fundo das lembranças. [Nesse momento, coloque uma música que te faça lembrar de momentos que precisam ser revividos] [Eu optei por "Carolina In My Mind" do James Taylor, pois ela me faz voar bastante, apesar de ser uma memória recente] Lembro do meu avô. Ele era bem alto. E eu adorava seus olhos verdes. Nossa, como ele iria gostar de saber que estou achando a família toda. Sei que ele ficaria feliz. E por ele, se explica o fato de eu adorar o italiano, a familia, as tradições e buscar tudo isso e ter miopia em apenas 1 olho. Depois, dos meus cachorros. Que se foram por 2 motivos: 2 morreram e 1 tivemos que dar. Mas quanto eu adorava vê-los correndo. Como eu adorava saber que eles adoravam estar comigo. Nossa, que saudade. Lembro do Sa também, meu amigão. Não nos vemos há 1 ano, mas a amizade só cresce, mesmo que por via Embratel. Não importa. Como eu já disse, as coisas muito grandes só podem ser vistas à distância. E isso me remete à época do Rafa. Intermináveis cartas cheias de bons sentimentos... Pra sempre, algumas músicas ficarão nas lembranças... Lembro das viagens, dos tempos em que eu não sabia sorrir em fotos [por isso, agora eu só tenho foto sorrindo], da escola, de quando eu não sabia ler, e da minha primeira camisa do Vasco. Enquanto eu escrevia esse texto, os segundos iam passando. No mesmo compasso de sempre. Mas cabe a nós ocupá-los com aquilo que possamos aproveitar... mesmo que seja uma volta ao passado. É lá que tiramos a base para o que somos agora... E por mais romântica que seja essa volta [digo romântico no sentido de gênero literário], é sempre bom relembrar do lugar exato onde deixamos nossos dias...

"Todo amor dorme numa caixa, numa gaveta, numa sala escura que às vezes visito como hoje num sonho. [...] Ficamos nós dois entre os sonhos de amores novos e antigos. Te beijo no escuro silêncio da sala que às vezes visito."
O Amor Dorme - Paralamas

6 comentários:

Yriana disse...

Carol, que bonito nome vc/ tem! Obrigada pelo carinhoso comentário e que muito me deixou contente. Meu cantinho é um pouco de mim... muito embora eu não escreva usando minhas própias palavras. Gostei de estar aqui com vc/... lendo o que vc/ sente...é, cada uma de nós fazendo a sua parte para despertar o "feminino" adormecido. Espero contar com sua visita e estarei aqui sempre que puder. Um beijinho e fique bem!

Jullyana disse...

Aff Biavati!
Temo o tempo e essa efemeridade que você tanto gosta...Temo os segundos que passam sem cessar no relógio e esses segundos transformados em lembranças diante dos nossos olhos tão estáticos...
Lembro minha mãe, eu pequena, lembro o meu amor vivido em toda sua plena juventude...lembro as amizades que se foram no cotidiano...
Ainda não consegui dar a minha resposta ao tempo...esse mesmo adorado tempo...que guia e também separa...
mil beijos!
Ju

Kelly disse...

Carol!!!!!!! =)
Obrigada por ter se lembrado de mim no começo do post. A resposta vai no meu blog rssss...
Menina , sabe que eu adoro as coisas que vc escreve? Sei lah , viajo mto quando vc fala de algumas coisas... Me lembrei da minha infância.... rs...
Ontem mesmo tava falando com o Victor sobre lembranças sabe?^Existem momentos tão bons na vida e a gente as vezes acaba se contentando em reclamar do presente sem se lembrar dos momentos... Reclamamos msmo que as coisas eram melhores do que são ao invés de seguirmos em frente =)
Te adoro meninaaaaaaaa !

Bjão !

Lelinha disse...

Tem um presente "cheiroso" de grego p vc, lá no meu blog..
Beijoca!

Noelle disse...

Anita margarida!!!
Vc pelo visto está sempre surpreendendo né? Nossa, as coisas que vc escreve sõ tão profundas...
Coisas de quem so pode ter o espirito milenar pra escrever. Vc sabe como e a hora de nos tocar. Deveria exercer mais esse "poder", poderia mudar muitas vidas!Obrigada por citar o meu blog, ele tá tão abandonado tadinho!!! mas com certeza o seu faz jus a muitas visitas. Certas pessoas deveriam ler o que vc escreve, pq eu ja sou leitora assidua. Muito sucesso pra vc. E não se preocupe pelos 20! Eles com certeza vieram em boa hora. Assim como a sua amizade veio pra mim. Mil beijos de sua mais nova amiga doentinha...

Gislaine disse...

Oi lindinha!!!!

Ah o tempo que passa....
Traz tantas coisas boas, nos faz crescer (pros lados, inclusive!), amadurecer, melhorar como os vinhos... hehehh
Eu te desejo sorte, pq vc ainda tem muito o que viver... eu já vivi um pouquinho mais!!! hehehe
Mas tenho absoluta certeza q vc vai tirar de letra! E estou torcendo pelo seu sucesso!!!
Te adoro, minha querida!!!
Beijokas!!!
(to em férias no Paraná, em Agosto eu volto!)