terça-feira, 13 de junho de 2006

Me ensina a não andar com os pés no chão.

"Diz quantos desastres têm na minha mão. Diz se é perigoso a gente ser feliz."
Eu senti a chuva cair. Me peguei de olhos fechados, deitada no teu ombro e sentindo teu cheiro. Um momento que nunca vai terminar. Porque ele está gravado em mim e em você. Ao mesmo tempo, eu ouvi [ao vivo]: "Eu encontrei-a quando não quis mais procurar o meu amor e quanto levou, foi preu merecer, antes um mês e eu já não sei. E até quem me vê lendo o jornal, na fila do pão sabe que eu te encontrei. E ninguém dirá que é tarde demais, que é tão diferente assim, do nosso amor a gente é quem sabe, pequena, ah vai! Me diz o que é o sufoco que eu te mostro alguém afim de te acompanhar. E se o caso for de ir à praia eu levo essa casa numa sacola. Eu encontrei-a e quis duvidar tanto clichê, deve não ser. Você me falou preu não me preocupar, ter fé e ver coragem no amor. E só de te ver, eu penso em trocar a minha TV num jeito de te levar a qualquer lugar que você queira, e ir onde o vento for que pra nós dois sair de casa já é se aventurar. Ah, vai! Me diz o que é o sossego que eu te mostro alguém afim de te acompanhar. E se o tempo for te levar, eu sigo essa onda e pego carona pra te acompanhar. "
Sim, no dia dos namorados, com a melhor companhia que alguém poderia ter na vida, eu assisti aos Los Hermanos, na Praça XV. E nunca foi tão maravilhoso.
E eu nem tenho muita coisa a dizer. Porque em toda a minha vida eu nunca imaginei que fosse acontecer dessa maneira. NUNCA. Talvez vc não compreenda, leitor. Mas é pura verdade. Pensei que fosse esquecer disso. Pensei que ninguém seria tão preocupado e carinhoso. Pensei que ninguém mais tivesse coragem de dizer "Eu estou apaixonado por vc." E a cada dia que passa, é sempre o que me acontece! Pode alguém ser mais feliz? Eu sou feliz, meu caro amigo. Por mim mesma. Mas porque existe alguém que eu possa me doar e que me faz sentir-me humana. Alguém que eu posso brincar e receber brincadeiras. Alguém que se preocupa e pensa em mim. Em nós. Alguém pelo qual eu posso dizer o mesmo: "Eu estou apaixonada por vc." E nada, nada, poderia ser mais forte, exato e certo do que sentir isso nesse momento.
Então, pelo grande dia 12 que eu tive. Por tudo que sinto. Por ser quem é. "E hoje mesmo quase não me lembro que já estive sozinho." "Eu preciso de vc do meu lado. Bem melhor quando vc está por perto." Por tudo o que sou quando estou perto. Por tudo o que somos quando estamos juntos.
Até, leitor desse blog. Obrigada sempre pela presença na minha vida.

5 comentários:

luciana disse...

muito lindo mesmo. gosto de histórias assim, que deixam claro pra gente que deve haver alguma perspectiva nessa vida, ainda mais quando por uns motivos e outros, estamos sem ela.
parabéns.

Rafael disse...

ah, eu tb quero! huAHUAHuHAHAU!!! q bom!!! fico muito feliz que vc esteja passando por um momento tão bom! espero que dure muito tempo! agora só falta marília, hugo e aline! UHAUAHuhUHUU!!! por falar nisso, temos q juntar todo mundo... será q eu consigo no meu niver? ainda nem decidi o q vou fazer! mas o presente eu já ganhei... e vc tb! UAHuHuHUuH!!!
beijões! saudade!

Bia disse...

suspiro...suspiro..."Por tudo o que sou quando estou perto" suspiro...Beijão! Um brinde a esse seu amor que te trouxe de volta pra vc mesma, querida.

Nobodies disse...

Vc escreve coisas muito belas, a sua poesia branca é como o sopro de um anjo quando nasce, pelo amor de Deus.

Nobodies disse...

Sua Poesia é muito boa. Parece o sorriso dos anjos pela manha, sob o olhar de Deus. Não costumo gostar de poesias brancas, mas as suas são gostosas de ler, como o sopro do Ente da Natureza... O Vento.